Pra lá

O blog Pra lá e pra cá nasceu em São Paulo aos 13 de setembro de 2007, com o objetivo de promover o debate sobre a mobilidade urbana de um ponto de vista cidadão e independente. As idéias expressas no blog, portanto, não são automaticamente alinhadas às convenções, idiossincrasias e limites impostos pelo vínculo a uma empresa, organização, instituição ou partido político. Os textos publicados no blog obedecem a dois básicos princípios:
Dar nome aos bois. Fontes das informações são, sempre que possível, identificadas. Responsáveis por boas ou más iniciativas no terreno da mobilidade urbana, idem.
Melhor que o anonimato é a responsabilidade. A anonimidade que a internet possibilita não deve ser usada para difundir informações caluniosas, injuriosas ou preconceituosas.
O blog deixou de ser atualizado regularmente em maio de 2011.

Thiago Guimarães – Pesquisador do Instituto para o Planejamento de Transportes e Logística de Hamburgo, Alemanha. É doutorando pela Universidade Técnica de Hamburgo e professor colaborador da disciplina Modelagem de Transportes, oferecida na pós-graduação. Como bolsista da Fundação Heinrich Böll, cursou e concluiu o mestrado em Planejamento e Desenvolvimento Urbano pela HafenCity Universität Hamburg (2011). Graduado em Economia e em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (2007 e 2000). Atua com foco nos temas: planejamento integrado de transportes e de uso do solo; modelagem e simulação de transportes; mobilidade sustentável e desenvolvimento territorial; e impactos sociais de políticas de transportes. Tem experiência com formulação de políticas públicas e com redação e edição de reportagens e artigos sobre política e planejamento de transportes e desenvolvimento urbano. Prestou consultoria ao Centro Brasileiro de Análise e Planejamento e ao projeto Mobilize Brasil, durante sua concepção, tendo coordenado o Estudo Mobilize 2011. A monografia “Pedágio urbano: teoria e prática” (2007) recebeu em março de 2008 o Prêmio de Excelência Acadêmica da USP. O trabalho “Desenvolvimento de um indicador de acessibilidade para a avaliação de projetos de transporte da perspectiva da exclusão social – Estudo de caso da Linha 6 do metrô de São Paulo“ foi consagrado em 2013 com o primeiro lugar do prêmio Max Brauer (Hochbahn).

Contato: thPONTOguimaraesARROBAgmailPONTOcom

Anúncios



%d blogueiros gostam disto: